sexta-feira, 14 de maio de 2010

Noiva inova

Subir ao altar e dizer sim para o início de uma nova vida. O casamento é um momento marcante para qualquer pessoa. Para a noiva, então. Ser o centro das atenções não é nada simples, por isso que escolher o vestido é tão complicado. Ainda mais porque o que define essa escolha não é bem a moda, mas o sonho da noiva. “Depois da abertura para a importação, o mercado ampliou a visão da noiva. A escolha dela tem como bases um desejo antigo e, principalmente, o seu estilo”, explica Graça Vieira, proprietária de uma loja para noivas que atua há 25 anos em Aracaju.



O que a moda trouxe foram inúmeras possibilidades. Uma infinidade de tecidos para os vestidos – que variam entre todo justo, com pedrarias, clean, justo até o quadril, com babados e rendas, com um detalhe em preto ou em uma cor bem diferente de branco: aquela coisa de vestido de noiva de princesa de contos de fadas não é mais a única opção. Graça mesmo já recebeu pedidos de vestido de noiva nas cores uva, vermelho, azul Royal e azul turquesa. O pedido esquisito mais recente foi um vestido de noiva branco com uma cauda vermelha. No mínimo excêntrico.



Nesse mês das noivas, a dica do Oxente Chique é: não tenha medo de inovar. As tendências da alta costura têm apontado para vestidos mais simplificados, mais secos, com menos pedras, onde o que conta mais é o corte. “O corte é ainda mais importante do que a nobreza do tecido”, opina Graça. E o rico fica nos detalhes. Uma fita preta em torno do vestido branco tem aparecido em diversas coleções. Quebra o tradicionalismo, mas mantém a coisa clássica do vestido. (Mel Lisboa usou) Essa é só uma das ideias que podem dar um UP na produção da noiva, o resto é criatividade – mas sem perder o senso, por favor.




Márcia Pacheco

@marcinhapacheco

Nenhum comentário:

Postar um comentário